topo

Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
Aumentar fonte Diminuir fonte Imprimir
0
CompartilharTwitter Facebook Orkut
25/01/2014 às 11:43

Professora é demitida depois de `pedir socorro´ por escola

PUBLICIDADEPUBLICIDADE

A professora de educação física Débora Rosemary Malacário foi demitida ontem pela Prefeitura de Rio Preto, depois de 23 anos de atuação como servidora. O Executivo não informou o motivo. Ela ficou conhecida depois de fotografar o estado precário da escola Paul Harris, na região norte do município. A demissão foi publicada no diário oficial do município.

Em sua página no Facebook, site de relacionamento, Débora postou fotos, em 2012, de alambrado caído, traves de quadras enferrujadas e até pé de aluno sangrando. Em março de 2013, a Prefeitura abriu comissão processante para demití-la. Ela precisou entrar na Justiça para saber o motivo que levou o Executivo a abrir a comissão. Desde então, a Prefeitura sempre disse que as acusações eram graves, mas não os relevou.

Débora também teve caso de suposta falsificação de diploma de mestrado da Universidade de São Carlos (Ufscar). Mas o caso foi arquivado. Débora diz estar sendo perseguida pela administração de Valdomiro Lopes (PSB). “Estou sendo injustiçada desde 2009, quando era diretora da escola Paul Harrys, no Parque da Cidadania.

Chamei a atenção de uma coordenadora e tirei férias, quando voltei, eu não era mais a diretora e havia contra mim uma série de acusações, inclusive de pedofilia. Coisas que nunca foram provadas”, disse.

Ela afirmou ainda nunca ter apresentado diploma de mestrado. “Em 2012, quando eu postei as imagens no Facebook, reabriram as investigações para me prejudicar. Sobre o diploma falso, eu nunca apresentei diploma algum. Apresentei pra eles um certificado de conclusão do mestrado. Documento que é totalmente regular e que eu posso mostrar para quem quiser ver”, disse.


diarioweb



Publicidade
Veja mais sobre Educação [+ notícias]
Seja o primeiro a comentar!
Rodapé