topo
PUBLICIDADE

Você está aqui: HomeNotícias › Notícia completa
Aumentar fonte Diminuir fonte Imprimir
0
CompartilharTwitter Facebook Orkut
24/04/2013 às 15:37

AP Veículos; o golpe do carro barato em Santa Fé

PUBLICIDADE

O nome de uma empresa conhecida, uma conversa envolvente feita por telefone e a aposta na ingenuidade da vítima. O velho golpe que se vale de elementos já conhecidos pela população e que continua sendo aplicado pelo Brasil.

A concessionária AP Veículos localizada a Avenida Navarro de Andrade no 741, é o nome fictício utilizado para Santa Fé do Sul na aplicação do golpe, e como não poderia deixar de ser o endereço realmente é de uma concessionária, no caso o da Comercial de Automóveis Santa Fé a “Volks”.

O sistema é sempre o mesmo, os golpistas anunciam em classificados de jornais a venda de um veículo (carro, caminhão ou moto) por um preço bem inferior ao do mercado. Ao entrar em contato com o telefone fornecido no anúncio (o número é da capital paulista), os bandidos pedem à vítima que escolha o veículo de sua preferência e que faça um depósito na conta da concessionária como sinal, pronto o golpe foi aplicado.

Nos últimos dez dias três vítimas entraram em contato com nossa reportagem para denunciar a referida concessionária, um de Colatina-ES, outro de Salvador-BA, e hoje o ultimo, da cidade de Indaiatuba-SP.

A ultima vítima Anderson de Indaiatuba, informou que combinou a compra de um veiculo anunciado no Mercado Livre. “Ao ligar falei com o vendedor Pedro Henrique da AP Veículos e combinamos a venda, então fiz um deposito sinal de RS 1500,00 para segurar o carro, isso na loucura de fechar o negocio, foi um ato impensado” disse Anderson.

“Hoje pela manha me ligaram para fechar o negocio, porem tinha que concretizar o pagamento restante de 15.000 mil reais, argumentei bem desconfiado e então me passaram para tal de Fabricia que se dizia proprietária da loja, ela pediu o envio dos dados para ativar a documentação do veiculo” disse á vitima.

“Dei uma de João sem braço e enviei dados os dados errados e ela confirmou a transação, então comecei a pesquisar e vi um caso similar em 2012 descrito ai no jornal Correio Santa Fé, O que acha que devo fazer, será que eu consigo fazer um BO aqui na minha cidade para reaver o dinheiro no banco” finalizou Anderson.
 
Segundo a vítima, seu contato se identificou como correntista Rômulo Vagner Silva Freitas, e a senhora Fabricia com voz de homossexual, e todos teriam sotaque de nordestino.


Correio Santa Fé



Publicidade
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Veja mais sobre Policial [+ notícias]
Seja o primeiro a comentar!
Rodapé